was successfully added to your cart.

Procura-se: orientação profissional

Postado por | Maio 01, 2015 | banco de ideias | Sem Comentários
image_pdfimage_print

Saiba quando procurar um profissional para definir a carreira

Sem sombra de dúvida, a decisão profissional é uma das mais difíceis de toda a vida e, normalmente, a pessoa conta com a ajuda de todas as pessoas próximas. Na tentativa desesperada de não errar, é mais do que comum pedir ajuda para a família toda, mais amigos, professores e quem for necessário. E quando, mesmo assim, a pessoa fica apenas cada vez mais perdida?

Provavelmente, essa é a hora de procurar ajuda profissional. Isso não é uma coisa ruim, muito pelo contrário. Significa apenas que você precisa de um suporte a mais para se encontrar perante todas as opções de carreira que existem atualmente. Por que isso seria um problema? A Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996, defende, inclusive, que uma das atribuições das escolas é justamente já encaminhar o jovem ao mercado de trabalho.

A orientação profissional pode ser feita na escola, em pequenos grupos ou até individualmente, e ainda podem variar de 8 a 12 semanas. E isso é apenas uma prova de que o processo do aconselhamento, tanto quanto o da escolha em si, é de fato complexo e, portanto, ter dificuldade para escolher a carreira a seguir não deve gerar frustração, porque é absolutamente normal.

Vale lembrar que, quando feita com um especialista, a orientação profissional busca analisar não apenas as aptidões do indivíduo, mas também fazê-lo se conhecer melhor para ir além do “gosto de matemática, então vou fazer engenharia”. A primeira parte do desenvolvimento da orientação é justamente levar o orientando pelo caminho do autoconhecimento.

Provocando o reconhecimento das características, interesses, aptidões, valores, estilo de vida, sonhos e ideais, o estudante é preparado para conhecer a vida universitária do curso o qual acredita ser o ideal. Afinal, serão ao menos quatro anos de matérias e pesquisas. E quanto mais afinidade você sentir com tudo isso melhor.

Além de conhecer, também, as profissões e o mercado de trabalho da área desejada, a orientação trabalha com mais uma questão importantíssima: a maturidade para fazer a escolha e assumi-la. Com tudo isso, se você sente dificuldades em escolher que curso prestar nos vestibulares e que projetos de vida têm para sua vida, a orientação profissional pode ser uma bela ajuda; um sinal de que você leva seu futuro a sério e sente que merece uma vida boa pela frente. Permita-se ser guiado para mapear a si mesmo e, assim, construir o futuro do jeito que você deseja.