was successfully added to your cart.

Desde criancinha?

Postado por | Maio 01, 2015 | banco de ideias | Sem Comentários
image_pdfimage_print

Entenda quando seguir o coração ou a razão na hora de escolher sua profissão

No que diz respeito à escolha profissional, a pergunta que nunca quer calar é até que ponto as paixões devem interferir na decisão. Devemos lançar mão de critérios racionais ou pensar apenas nos gostos e afinidades? Mark Albion, um psicólogo norte-americano da Universidade de Harvard, para um estudo sobre sucesso profissional, entrevistou em 1982 alunos de Administração da instituição sobre o porquê de terem optado pela profissão. Vinte anos depois, ele descobriu que a maior porcentagem de multimilionários estava no grupo que juntou razão e coração na hora de escolher o curso.

Quando a pessoa realmente se identifica com o curso e com a profissão, é natural que se empenhe mais nos estudos e atividades extracurriculares, fazendo os trabalhos e pesquisas com cada vez mais dedicação. Afinal, ela está fazendo o que gosta. E com a prática, o cérebro vai adquirindo excelência na atividade e, inclusive, técnicas próprias que imprimem a personalidade da pessoa em suas atividades. Tudo isso é reflexo da paixão, que, por consequência, cria um ciclo virtuoso que atrai o sucesso duradouro, já que a pessoa está sempre se aprimorando.

Com motivações apenas racionais, não é impossível ter sucesso na profissão escolhida, mas fica bem mais difícil. Parece exagero, mas não é. Quando não há identificação ou prazer naquilo que está sendo estudado e nas atividades praticadas, dedicar-se à faculdade e, posteriormente, se aprimorar como profissional torna-se, em vez de algo espontâneo, um fardo. E quem quer viver assim, não é mesmo?

Ter sucesso na profissão e na carreira não é fácil, pois a verdadeira felicidade vem do esforço aplicado para alcançar os objetivos, e não na meta em si. Por exemplo, como você se sentiria mais realizado: comprando um carro com o dinheiro do seu trabalho ou ganhando na loteria?
Sendo assim, por que não facilitar a sua própria vida e passar por toda essa busca por realização fazendo algo de que gosta? Pelo estudo de Albion, é possível concluir exatamente que o segredo está em somar o coração e a razão. Caso essa tarefa se torne mais difícil do que você esperava, a orientação profissional é sempre uma possiblidade para auxiliar a sua escolha.